China envia ao Brasil comitiva com dirigentes de 12 empresas importadoras do setor de couro.

As empresas participantes do projeto Brazilian Leather terão uma nova oportunidade de abertura de relacionamento com grandes importadores de couro da China nos próximos dias. Em breve, representantes de 12 companhias chinesas dos setores de estofamento automotivo e moveleiro desembarcam no Brasil para visitas técnicas e um momento de apresentação comercial com curtumes.

A iniciativa é organizada pelo Escritório da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) em Xangai, em parceria com os projetos para incentivo a exportações Brazilian Leather (conduzido por Apex-Brasil e o Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil, CICB) e By Brasil Components and Chemicals (Apex-Brasil e Assintecal).

Os importadores chegam a Novo Hamburgo (RS) acompanhados por representantes da Associação de Fabricantes de Móveis da cidade de Haining e da Apex-Brasil, em um total de 20 pessoas, para conhecer em profundidade os fornecedores de couros acabados do Brasil, além de outros componentes e os diferenciais do produto brasileiro.

A agenda do grupo na cidade será nos dias 4 e 5 de junho, incluindo visitas às plantas de três curtumes e um momento de apresentação coletiva de empresas, artigos e possibilidade de fornecimento de couros.

“A China é o país que mais importa couro do Brasil. Esta ação converge com todos os nossos objetivos e deve abrir novas possibilidades para o produto do país com este importante cliente”, destaca Rogério Cunha, da Inteligência Comercial do CICB.

Em 2017, China e Hong Kong responderam por 32,2% do total das exportações de couro do Brasil, com US$ 610 milhões. Em 2018, no acumulado do ano, a participação se mantém estável, com 32,1% do total.

Fonte: ABICALÇADOS

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *